terça-feira, 13 de abril de 2010

NEGRO PERFIL DO TEMPLO (BEELZEBUTH)


Avanço infatigável...Recuo da bondade!
O meu corpo agitado por uma dança nua de humildade demasiado breve no olhar que se reflecte em segredo...

Tenho sede de outras eras, de lembranças soberanas no perfil negro do passado,
Sede do zumbido intermitente da falésia singular da poesia,
Sede de desertos de batalhas sem guerra!

Movimento breve a pontuar no silêncio frio da sombra...
Poeira de outros voos...
Evidências de um sopro da luz que se decompõe na canção inalterável da morte!

Anulo a ilusão, o diálogo, o escudo!
Dissolvo-me na inquietação nocturna da cúpula,
Na agressividade de tempos sobrepostos,
No movimento da poeira do grito!

Balbuceio à conquista da noite em ruína!

Borboleta luminosa e negra recortada no absurdo!
Sozinha na outra margem, receando o ruído da terra!
Sozinha na outra margem, deitada ao lado da morte!

Essa ''menina''?...
Vi-a na outra margem, parecia não querer partir!
Essa menina, agora devorada pelo ácido das palavras,
Afogou-se na transparência dos seus gritos dados no vazio!
Os lábios desfizeram-se na tão dura escrita que cresce quando tudo se apaga!
E assim adormeceu, encostada ao ausente,
De olhos fechados para o percurso das palavras...

Foi certamente bela essa ''menina''!
Restam apenas cinzas como rumor vago no tempo!

Palpitação? Medo?
Não...Simplesmente ausente!

DIANA VELOSO

7 comentários:

ADRIANO COSTA disse...

MUITO BOM, E MAIS NÃO É PRECISO DIZER

Nelson Veloso disse...

o que posso dizer sobre esse texto e que tens jeito para escrita, ate te digo mais tens mais jeito nos textos que a criar roupas... lol... estou a brincar, gostei do lado negro deste texto, mais uma vez tas de parabéns tens um óptimo blog... continua assim...
P.S: andas a ver muitas paredes brancas com rachas, não???

Snyder disse...

O quê que te vou dizer sobre este texto Diana????Este é sem duvida o teu lado DARK..lool será que os deuses Baal e Zebub te andam a por o coração tão "escuro", serás também tu senhora da cidade de Dite.
Pelo menos senhora "Diana world" és de certeza...Os teus anteriores voos marcaram-te sem duvida, tens é que te deixar voar nos próximos.
Fizeste foi uma proeza, anulas-te o escudo "menina da guerra".
Avanças sem cansaço e recuas na bondade ou recuam a bondade sobre ti??Terás de ter cuidado com o "receio do ruído da terra" para não se tornar um medo.
Mas vais ter de o analisar comigo, deve andar uma nuvem negra por cima de ti, e tu a espera de ela descarregar para te sentires feliz ...;)

hope for more

o_O

Rochacrimson disse...

Lindo!!!!!!!
Negro,obscuro,enigmático,belo...
Há mistério...
Beijo grande***

jp disse...

ola dianinha..mais uma x ta aki um texto magnifico!!!parabens abraço JP*

jonhy sacramine disse...

Um texto sobre o qual a incidêncida do que escreves, é mais que radiografia momentânea do escritor, é estado e alma, pureza e sentimento.
Não será um racionalista que irá dissertar sobre o texto como eu, mas é um racionalista que não descreve as emoções, apenas as sente a ler.
Com isto devemos acabar com um simples, até logo, porque logo espero ler outro tão bom como esse, dizer adeus seria perder, dizer que querer mais é poder sentir o bom da escrita.

José Roldão disse...

"O meu corpo agitado por uma dança nua de humildade demasiado breve no olhar que se reflecte em segredo...".

São tantos os livros contidos nessa pequena frase sua. Seria preciso uma vida inteira para desmembrá-la. E, no entanto, creio que no fim, depois de tanto trabalho, chegaríamos a conclusão de que seria preciso juntá-la novamente, para sentir a carga toda de uma só vez.

Escreves demasiadamente bem. Só neste texto pode-se perceber isso: cada frase, um livro; cada palavra, uma imagem.

Não quero lhe dar os parabéns, pois isto solidifica as coisas (como dar os parabéns por uma obra que não chegou a fim?), antes prefiro lhe desejar muitas folhas em branco pela frente.

Bons Ventos!